fbpx

Novidades

Importância do Controle de Qualidade Interno (CQI) nos Laboratórios de Análises Clínicas

O CQI é um programa intralaboratorial em que amostras-controle com valor alvo predefinido são dosadas diariamente para validar as amostras dos pacientes do laboratório. Em geral, a dosagem é realizada pela manhã, antes de iniciar a rotina e os resultados são analisados para verificar se estão dentro do intervalo alvo e se nenhuma regra foi violada!

Para a validação de uma amostra, os laboratórios devem obter uma rotina de dosagem dos controles e definir o valor alvo e o intervalo alvo. É recomendado que os controles sigam uma série de recomendações, como:

  • Controle comercial ou caseiro: O usual são os laboratórios usarem controles comercializados na forma de kits diagnósticos de empresas como Roche, Siemens e Abbott. No entanto, existe a opção de utilizar controles preparados no próprio laboratório a partir de um pool de amostras da mesma matriz biológica que o analito a ser dosado.
  • Níveis dos controles: Os programas de acreditação, como PALC (http://www.sbpc.org.br/programa-da-qualidade/palc/), exigem ao menos o uso de 2 níveis de controles, em geral um com concentração normal e outro com nível baixo ou alto. Em ensaios mais sensíveis, podem ser utilizados os 3 níveis.
  • Apresentação dos controles: Os controles podem ser comercializados sob a forma líquida ou liofilizada. A forma de apresentação interfere no prazo de validade do controle, sendo os liofilizados com um prazo mais longo.
  • Valor alvo predefinido: A maioria dos controles já tem um valor alvo predefinido pelo fabricante, mas existem também controles sem valor alvo predefinido. Os especialistas recomendam que cada laboratório determine seus próprios valores-alvos para cada lote de controle.
  • Matriz: A matriz do controle deve ser a mesma do analito dosado para refletir, com segurança, a amostra do paciente.
  • Estabilidade: Os laboratórios devem dar preferência aos controles comerciais com prazos de validades longos, acima de 1 ano.
  • Lote: O ideal é adquirir e utilizar controles do mesmo lote por tempo prolongado, de modo a obter amostras com uma estatística mais próxima do valor real.

Além dessas recomendações, é importante inspecionar visualmente os gráficos de Levey-Jennings e verificar se houve violação das regras de Westgard, de modo a identificar o tipo de erro e as condutas a serem tomadas para a correta interpretação dos resultados dos controles no caso de ensaios/amostras fora dos valores-alvo!

Share on facebook
Share on whatsapp

Entrar no ISAX

Login