fbpx

Novidades

Exames laboratoriais e os erros pré-analíticos

Resultados laboratoriais errôneos levam a condutas médicas equivocadas, que podem ser catastróficas aos pacientes.

Segundo a literatura, cerca de 0,1% a 9,3% dos exames realizados em laboratórios de análises clínicas possuem erros. Esses erros podem ocorrer nas fases pré-analítica, analítica e pós analítica.

É na fase pré-analítica que ocorrem a maior parte dos erros que podem gerar resultados equivocados com o quadro clínico do paciente. Estima-se que problemas nessa etapa sejam responsáveis por cerca 46% a 68,2% dos erros ocorridos nos laboratórios. Dentre eles, os aspectos relacionados à solicitação médica, preparo do paciente e coleta, armazenamento e transporte da amostra.

Conheça os fatores pré-analíticos que mais interferem nos exames:

As condições pré-analíticas comumente abordadas no laboratório clínico incluem:

  • solicitação médica;
  • dieta do paciente;
  • ingestão de bebida alcoólica ou drogas de abuso;
  • identificação do paciente e das amostras;
  • estresse;
  • postura;
  • atividade física;
  • amostra lipêmicas;
  • hemolisadas ou coaguladas
  • coleta (local da punção e tempo de torniquete);
  • contaminação das amostras antes do processamento;
  • transporte da amostra.

Padronizar as etapas da fase pré-analítica é uma prática que agrega qualidade aos resultados dos exames. Esse processo inicia-se com a solicitação correta realizada pelo médico, com letra legível, seguindo-se as instruções de preparo adequadas, em linguagem simples e, por fim, a atenção especial do profissional que realizará a coleta, o manuseio e o transporte do material.

Todas as fases de execução dos testes laboratoriais, sobretudo a pré-analítica, devem ser conduzidas seguindo o rigor técnico da RDC 302, a fim de garantir a segurança do paciente e a precisão e exatidão dos resultados.

Para tanto, é necessário que o laboratório de análises clínicas tenha cuidado em todas as fases do processo, pois mesmo mantendo atenção e boas práticas, o erro pode acontecer e, a partir disso, o laboratório deve:

  • Ser transparente com o médico e os pacientes, entrando em contato imediatamente para notificar a falha;
  • Identificar a causa do erro e reorientar os envolvidos para que a falha não se repita;

Fontes: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein

Laboratório Fleury Medicina e Saúde

Garanta sua Vaga em Hemoterapia

Share on facebook
Share on whatsapp

Entrar no ISAX

Login